Desistir? Não! Persistir

Artigos      Laboratório de Talentos • 24 Junho 2015

Nada no mundo se compara à persistência. Nem o talento; não há nada mais comum do que homens malsucedidos e com talento. Nem a genialidade; a existência de gênios não recompensados é quase um provérbio. Nem a educação; o mundo está cheio de negligenciados educados. A persistência e determinação são, por si sós, onipotentes.

O slogan "não desista" já salvou e sempre salvará os problemas da raça humana. 
Calvin Coolidge

Olá,
Eu estou muito feliz que você tenha chegado até este texto. Ele é um dos meus preferidos. Sabe por quê? Porque eu já desisti muitas vezes, de várias coisas e em vários momentos da minha vida.

Eu não tenho vergonha de dizer isso aqui para você, mas eu já tive. Se tem um motivo que me fez criar o Laboratório de Talentos é o de impedir que o maior número de pessoas caia no ciclo vicioso de começar um projeto e parar no meio dele porque algo deu errado, por medo, opiniões alheias ou um pouco de cada.

Eu vou te apresentar agora um termo que talvez você não conheça mas que será apresentado a ele brevemente, quando ingressar no mercado de trabalho. Ou talvez você já conheça, mas nunca tenha dado a devida importância: RESILIÊNCIA.

A resiliência vem da física e refere-se a capacidade que alguns materiais têm de acumular energia quando submetidos à pressão e, depois de absorver impacto, voltar ao estado original sem deformação, como se fosse um elástico.

No comportamento humano é a capacidade de superar adversidades sem ser afetado por ela de modo negativo e permanente.

Traduzindo mais ainda o que é a Resiliência para você: A resiliência trata da SUA capacidade de levar porrada da vida e se levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima. É Persistir até conseguir!

Pare neste momento e pense: Você é Resiliente?

√ Você se sente amargurado OU evita guardar ressentimentos?

√ Você valoriza os aspectos positivos da situação – por exemplo, sua capacidade de superá-la e o apoio dos amigos –OU apenas se fixa em aspectos negativos como o sofrimento, a injustiça, a raiva e outros?

√ Você acredita que se torna uma pessoa melhor depois de uma experiência ruim OU, ao contrário, acredita que perdeu determinadas características positivas por causa dela?

Quanto mais respostas positivas você deu, mais resiliente você é. E vice-versa.

Mas, a gente nasce resiliente ou se torna resiliente?

Algumas pessoas são, naturalmente, mais resilientes e outras menos. Diane Coutu, uma pesquisadora da Harvard Business Review, afirma que as pesquisas já comprovam que todo mundo pode aprender a elevar a resiliência.

E é totalmente possível sim! Sabe como eu sei? Porque eu elevei a minha resiliência ao longo do tempo e dei um verdadeiro salto quando eu decidi aprender mais sobre essa palavra que me parecia tão difícil, mas que é tão mágica.

Como é um assunto bem bacana, transformador e contagiante, que muda o jeito como você encara as situações da sua vida, eu não poderia te explicar tudo neste texto e não seria justo eu te animar com o assunto e trata-lo superficialmente. Então eu fiz algo maravilhoso para você: Eu gravei 03 aulas gratuitas, que vai te ensinar o passo a passo de como elevar a sua resiliência.

Nunca é tarde para começar, eu estou aqui de prova, e resiliência é algo que todo mundo, em qualquer idade, deve aprender a desenvolver. Mas, olha, se eu tivesse aprendido isso com 16, 17 anos, eu teria simplesmente praticado mais cedo, aprendido mais cedo e chegado aos meus objetivos bem mais cedo!


Clique aqui e assista as aulas gratuitas.

E te digo mais uma coisa: No Laboratório de talentos nós te damos ferramentas práticas para aumentar a sua resiliência. Para saber mais, clique aqui.